terça-feira, 28 de novembro de 2006

Esclarecimentos sobre compras internacionais

Caros,

Existem muitas lendas sobre a compra internacional de jogos, então aqui vão algumas observações deste comprador impulsivo, como o Alfredo gosta de me qualificar.

Sobre compras acima de $ 50 incide imposto de importação na alíquota de 60%. Notem que para consideração do valor de $ 50 o frete deve ser somado ao valor do jogo. O jogo não pode estar sendo enviado por pessoa jurídica.

Se o transporte do bem é realizado por empresas de entrega expressa, incidirá também o ICMS de 18%.

Fundamentação legal e informações podem ser checadas no site www.secretaria.fazenda.gov.br

Logo existem duas maneiras de se comprar:

1. comprar uma grande quantidade para baratear ao máximo o frete, mas daí ocorrerá a incidência do imposto.

2. conseguir um jogo por mês e dentro do limite apontado.

Recomendo fortemente que todos estejam atentos às oportunidades no BGG.

abs

Stein

domingo, 26 de novembro de 2006

Arte Moderna!


Salvem,

quero anunciar e comemorar a existência da Odysseia Jogos, uma empresa brasileira de jogos modernos que acaba de nascer em Brasília! Para ser acentuadamente modernos eles escolheram já o Modern Art como primeiro jogo a ser lançado no Brasil.

O site da Odysseia tem uma seção em flash muito bem feita e sedutora sobre o Arte Moderna, explicando a idéia do jogo e mostrando os componentes em detalhe, componentes que aliás parecem ser de primeira linha, não como aquelas cartas da Estrela que rasgam na hora de tirar da cartela, ou como aquelas da Grow cujo verso tem a cor meio diferente e dá pra perceber. As obras de arte são de artistas (fictícios) brasileiros, não tem o cavaletezinho pra expôr mas as peças e cartas são de fato muito elegantes e combinam com o clima do jogo. O jogo custa 65,00 + 11,50 de envio, o que significa que eu já fiquei pilhadíssimo e pedi o meu, hehehe.

Muito foda essa escolha para jogo de estréia, acho que isso tem todas as chances de se dar bem dentro e fora do mercado nerd. Torço pelo sucesso da Odysseia, assim como torço pela SpielBrasil, e fico empolgado com a possibilidade de existir uma produção brasileira de jogos modernos, tocada por pessoas sensatas e com bom gosto (o site pelo menos é lindo). Boas ondas pra empreendedores em geral!

Uma noite de sexta-feira com jogos

Num dia que deu certo a sessão, contamos com 9 jogadores empolgados para conhecer coisas novas.

Na mesa em que não estive, jogaram Taluva e Graenland. Onde participei rolou:

Bohnanza - o jogo dos feijões é divertidinho. Considerei um jogo nota 6, uma vez que estou cada vez mais avesso a jogos que envolvem trocas negociadas.

Emira - confirmada a minha impressão inicial. O jogo é divertido mas tem a tendência a se arrastar demais, o que acaba estragando a boa impressão inicial. Tenho que pensar em alguma house rule para consertar isso. Será que basta mudar a regra do leilão?

Antike - estou começando a amar este jogo, mesmo. Tentei mais uma vez uma tática agressiva mas ela definitivamente não funciona com 5 jogadores, quem sabe com 3 ou 4...

Ingenious - realmente é muito bom, é jogado quase sem sentir. é bem relaxante. Provavelmente entrará na lista de aquisições do Alfredo, o que vai enriquecer ainda mais nossa ludoteca.

Battle line - após um desencanto inicial, vi melhor qual é a do jogo e me surpreende sua densidade. É um jogo de timing e blefe. Muito bom.

abs

Stein

quinta-feira, 16 de novembro de 2006

qual o último jogo em que você clicou?

esta é para quem tem login no bgg (e quem é que não tem? ;) :

criei uma geeklist (minha primeira! :) na qual as pessoas indicam qual o jogo no topo de sua lista de 'recently viewed', e comentam algo a respeito - se o conhecem, por que clicaram nele, etc.

---

então, tijoleiros bggs, cliquem se tiverem coragem (afinal, nunca se sabe quando o último jogo clicado foi, digamos, busen memo...) e acrescentem seu quinhão:

http://www.boardgamegeek.com/geeklist/17654

quem sabe acabemos até por elucidar o enigma: clicamos porque jogamos, ou jogamos porque clicamos?

---

cartas de "elefante na loja de porcelanas",
o simpático joguinho que inspirou a lista.

quarta-feira, 15 de novembro de 2006

Space Dealer

Um kra da bg-br já trouxe o Space Dealer e estreiou o jogo essa semana. Na hora que li os comentários e vi o vídeo que fizeram da partida pensei na hora do Dimi, principalmente pelo lance da música.

Primeiro diferencial do jogo: ele é jogado em tempo real. Vc vira uma ampulheta sobre a ação que pretende fazer e começa a executá-la e tem aquele tempo para realizá-la.

Segundo diferencial: o jogo dura exatos 30 minutos. Acompanha o jogo um cd com trilha sonora para marcar o tempo. É uma música futurista cujo ritmo varia de acordo com o momento do jogo e ao final uma voz robótica anuncia o tempo restante...

Além dessas perfumarias, o jogo em si parece ser interessante. Logo, conjugando-se suas novidades com seu aspecto lúdico essencial, acho que é justificável ele constar de uma ludoteca. Mas ressalvo que essa é uma impressão que deve ainda ser confirmada. Poucas pessoas já falaram sobre esse jogo, por isso, acho que podemos (eu, na verdade) aguardar.

abs

Stein

terça-feira, 14 de novembro de 2006

E chegaram mais dois

Depois dos 4 do Alfredo (só falta o Torres para estrear), chegaram os meus dois últimos jogos: Antike e Emira. Eu precisava de um jogo de guerra multiplayer na minha coleção senão não seria feliz e o Emira me cativou pelo tema, acho que vou dar boas risadas...

abs

Stein

segunda-feira, 13 de novembro de 2006

Jogatinas abertas e desconhecidos

Visando reproduzir o espírito da FPT, algumas pessoas estão tentando organizar uma espécie de jogatina mensal no Centro Cultural São Paulo. Salvo engano, neste domingo ocorreu sua terceira versão e eu compareci.

Em pouco mais de 5horas joguei o Niagara, o Groo, Knights of Charlemagne, Mykerinos e o Quo Vadis.

Além de jogar conheci gente nova e pude bater papo com gente legal como o Tola e o Edson. O Tola inclusive me contou um pouco sobre coisas legais em andamento mas nada muito específico.

Aliás, como disse em outro post, joguei o Quo Vadis e foi muito divertido. O que me levou a considerações interessantes: é muito bom expandir a mente e ser uma pessoa mais sociável. O Quo Vadis foi divertido mas acho que no meio do nosso grupo não faria muito sucesso, o que praticamente inviabiliza sua aquisição, mesmo sendo um jogo legal. Taí um campo aberto às mais extensas divagações.

Mas se o horizonte de jogabilidade for mais extenso a probabilidade de encontrar pessoas que topem o jogo aumenta, o que torna qualquer coleção mais propensa a visitar a mesa com maior frequência, OBA! Esse é só um aspecto...

Mesmo assim ainda tenho certas reticências quanto a me tornar alguém totalmente extrovertido e topar tudo, vai entender...Na verdade gostaria que o Oba morasse todo na mesma cidade hehehehehehe Outro aspecto...

Enfim, quero ver todos os cents, tostões, lâmpadinhas, comentários e muxoxos de todos...Vale frisar que fui absolutamente inconclusivo, justamente para oferecer maior liberdade para todos porque tenho curiosidade sobre o que virá.

sábado, 11 de novembro de 2006

Essen 2006


Estive em Essen por 2 dias e adorei!!

A feira é provavelmente a maior reunião nerd que acontece no velho continente (os americanos possivelmente têm algo maior) e reúne não apenas os aficcionados por jogos de tabuleiro, mas tb os loucos por RPG, War Hammer & Cia, quadrinhos, produtos relacionados a filmes de todos os gêneros de ficção e roupas, armaduras e armas medievais (de metal, couro ou borracha).

Para quem gosta e está na Europa, isto é, com acesso às passagens acessíveis da Ryan Air, Easy Jet, ... é realmente um prato cheio. Para quem está na América do Sul acho um pouco demais viajar para a Europa tendo a feira como único foco, pois ainda sai mais barato comprar tudo pelas lojas lojas virtuais americanas.

O inconveniente das budget companies é o limite mais reduzido de bagagem se comparado com as 2 malas de 32kgs que nós brasileiros por enquanto ainda podemos carregar. Portanto, se alguém daqui pretende dar um giro por lá sugiro que deixe a feira como última parada, caso contrário vc terá bagagem demais e dinheiro de menos para o resto da viagem e tente voltar volta para o Brasil via Amsterdam ou Frankfurt que são os aeroportos de grande porte mais próximos de Essen, o que tornará a viagem de trem mais barata.

Não tirei muitas fotos por três razões: o lugar é cheio e tem que se ter paciência para ter bons ângulos, estava excitado demais e mesmo as quase 16 horas que passei andando de pavilhão para pavilhão foram curtas.

quinta-feira, 9 de novembro de 2006

"Top five " piores jogos!

Vamos lá pessoal: já fizemos algumas listas de melhores jogos em diversas categorias, mas agora é a hora do "troféu abacaxi" do jogos de tabuleiro! É sempre divertido falar mal da falta de tema, da mecânica sem-graça ou da má produção de algum jogo.


Espero as listas nos comentários!

abs

quarta-feira, 8 de novembro de 2006

A estréia brasileira de kabala und hiebe

O jogo é muito, muito bom.

Basicamente cada jogador tem um set de cartas com valores oscilando entre 1 e 20 e todas as cartas tem poderes especiais além do seu valor intrínseco.

A disputa é por cartas de pontuação que são dispostas numa linha horizontal. A partir daí, em sentido horário, cada jogador coloca uma carta. Quando todas as cartas de pontuação tiverem no mínimo o número de cartas equivalente ao seu valor, a rodada termina e se conta os pontos por coluna. Quem tiver a maior soma vence.

O detalhe é que toda vez que alguém coloca uma carta na coluna, coloca fechada. Ao colocar a carta fechada eu revelo a anterior e aí vem o detalhe do jogo: quando uma carta é revelada seu poder especial é ativado e daí vem a variedade de funções nas cartas especiais que podem bagunçar muito a vida de alguém.

O fator sorte é que o set de cartas não começa inteiro na mão do jogador: ele começa com apenas três. Desceu uma carta já compra uma. A mão sempre fica com três. Logo, é um jogo ditado pelas circunstâncias, embora exista uma pitada estratégica.

Muito bom, vale a pena, uma das boas novidades de Essen 2006.

abs

Stein

E vem chegando o fredão

O que a gente não faz para adpatar os nomes a uma música né?

Bom, com o retorno do Alfredo em meio às minhas atribulações tesísticas (ou dissertativas para ser mais exato) e profissionais só posso dizer que o vício ainda não é totalmente soberano, pois não jogamos nada e nem ao menos ficamos nos deliciando com os componentes dos jogos.

Teremos tanta coisa para experimentar nos próximos dias...Mantovani, neste fds vc já está escalado para participar hein!?

Olha só: Thurn und Taxis, Wallenstein, Torres, Mykerinos, Land Uter, Cartagena, Justinian, Familiebande, Condotiere, Seereuber (ou algo assim), Taluva, Fiji e alguns outros...depois vamos postando com calma.

abs

Stein, trabalhando até as 3 da manhã, mas, nesta madrugada, feliz.

terça-feira, 7 de novembro de 2006

gol

Dimitri, Tânia e Panqueca no bgg! :]

futebol de dedo

[fotos por Tânia e Dimitri]

...ainda bem que eu tinha aparado a barba ;]

PS: Chirol, posta aqui as fotos do dança dos ovos recusadas pelo bgg, pra que eles se roam de arrependimento! :P

abraços paratodos.

sábado, 4 de novembro de 2006

Ai, a Europa


Olá amigos d'além mar e d'além Dutra!
Cá estamos de volta. Eu, depois de 35 dias de Portugal e Espanha. Trinta e cinco dias depois de ver castelos medievais, catedrais góticas, ruelas estreitas que lembram tempos d'antanho, quando o Brasil ainda não existia. Depois de ver muito do nosso ouro adornar belas igrejas (apesar de a senhora portuguesa que estava sentada atrás de mim no avião de volta insistir que todo o ouro que Portugal sacava das terras tropicais era surrupiado pelos ingleses. Ai, aqueles piratas carniceiros!). Trinta e cinco dias vendo belezas feitas pelos homens: mosteiro de Alcobaça, o mosteiro de Batalha, a Torre de Belém, as casas tortuosas de Gaudí, os museus Thyssen, Prado, Reina Sofia, os castelos mouros, as mesquitas, ufa!. E 35 dias procurando joguinhos.

Foi em Barcelona que encontramos uma variedade maior. Tínhamos algumas poucas certezas e muitas dúvidas. Os sábios conselhos dos mestres Obi-wan-Zorg e Qui-Gon Jinn-Hugo, me levaram ao caminho da luz, da força e de alguns jogos. Em Barcelona, nas duas lojas que ficam próximas ao Arco do Triunfo (pois é, lá também te isso), saqueamos, Tânia e eu, tal qual inglesas ao mar depois de dias e dias sem alimento. Levamos Bang!, Tichu, Vinci, Hansa. Mas, insaciáveis, com o gostinho de quero mais, levamos da loja ao lado, Tempus, Modern Art e Mykerinos. Depois, mais calmas, avaliamos os estragos nas respectivas contas. Mas o vício falou mais alto e, em Madrid, compramos uma iguaria desconhecida. Siena, do Italiano Mario Papini.

E quando chegamos no Rio, estava aqui, aguardando pacientemente, Maharaja, que chegou com sotaque inglês norte-americano.

UFA!

Fui à forra.

Depois, mando posts sobre esses joguinhos. Já jogamos Mykerinos e Modern Art e posso dizer que Obi-wan e Qui-Gon estavam certíssimos. Modern Art é ótimo. E o meu instinto quanto ao Mykerinos (já que eu obcequei com o tema, o tipo de jogo e a pequena Yastari) acertou em cheio. A partida com Chirol, Tânia e Dimitri foi emocionante.

É bom estar de volta!

Vou aproveitar essa última semana de férias para jogar! Alguém me acompanha?

Beijos, beijos.

sexta-feira, 3 de novembro de 2006

Pergunte para o Scott

Gente, a internet é algo maravilhoso...Como nerds são democráticos, eles adoram disponibilizar para o mundo inteiro o resultado de seu labor e de forma gratuita, embora com evidentes intenções comerciais, pois afinal os nerds também podem ser capitalistas.

Estava na dúvida se comprava ou não o Antike até que vi um video review do mesmo no www.boardgameswithscott.com . O kra simplesmente filma o review, mostrando componentes, tabuleiro, fazendo um resumo de regras, enfim, tudo o que fazemos naturalmente ele transformou num negócio.

Vale a visita, principalmente para conhecer um pouco mais do jogo que vc estava intentando adquirir mas não reunia a coragem suficiente para procurar os fundos necessários para tanto.

abs

Stein

quarta-feira, 1 de novembro de 2006

Topônimos

Amigo do obatijolo,

movido por um instante de tédio, fiz uma top list dos 10 melhores topônimos (nomes de lugar) em jogos de tabuleiro. Mas o meu computador da xuxa pôs tudo em ordem alfabética sem eu pedir, e agora não lembro qual lugar aparece em qual mapa...

será que você pode me ajudar a associar os nomes de lugar (topônimos) com o jogo onde eles aparecem? Obrigado, hein. Você é muito legal. Aqui vão as duas listas:




Aragon
Amun-Re
Bikaner
Elfenland
Castello
El Grande
Corfù
Hansa
Grangor
Maharaja
Lübeck
Oltre Mare
Malmö
San Marco
Mendes
Thurn und Taxis
Omaha
Ticket to Ride
Passau
Transeuropa


O primeiro a postar todas as respostas (corretas) na janela de comentários ganha uma viagem com tudo pago (para Grangor). Créditos à organização da FPT pela inspiração para a brincadeira.

bjos